Sistema da Segunca Social na Estonia

Imagine preview
(8/10 din 1 vot)

Acest referat descrie Sistema da Segunca Social na Estonia.
Mai jos poate fi vizualizat cuprinsul si un extras din document (aprox. 2 pagini).

Arhiva contine 1 fisier doc de 14 pagini .

Iti recomandam sa te uiti bine pe extras, cuprins si pe imaginile oferite iar daca este ceea ce-ti trebuie pentru documentarea ta, il poti descarca. Ai nevoie de doar 4 puncte.

Domenii: Alte Domenii, Sociologie

Cuprins

1. APRESENTAÇÃO 3
1.1 POPULAÇÃO 3
1.2 NÍVEL DE VIDA 4
2. MINISTÉRIO DOS ASSUNTOS SOCIAIS 5
2.1 MERCADO DE TRABALHO 5
2.2 SISTEMA DE SAÚDE 7
2.3 PRESTAÇÕES FAMILIARES E INDEMNIZAÇÃO PARA OS PAIS 9
2.3.1 Prestações familiares 9
2.3.2 Indemnização dos pais 11
2.4 PENSÃO POR VELHICE 11
3. CONSELHOS PARA A SEGURANÇA SOCIAL PORTUGUESA em jeito de conclusão 12
Índice de tabelas
TABELA 1 - DISTRIBUIÇÃO DA POPULAÇÃO POR IDADE E SEXO - 2000, 2002, 2004 E 2006-2007 4
TABELA 2 - BENEFICIÁRIOS DE PRESTAÇÕES DE DESEMPREGO E DA INDEMNIZAÇÃO DO SEGURO DE DESEMPREGO 7
TABELA 3 - O SUBSÍDIO MÉDIO MENSAL DE DESEMPREGO E DE INDEMNIZAÇÃO DO SEGURO DE DESEMPREGO, 2000 E 2003-2007 (EEK) 7
TABELA 4 - A COBERTURA DE SEGURO DE SAÚDE 8
TABELA 5 - EXECUÇÃO DO ORÇAMENTO EM 2008 8
TABELA 6 ALTERAÇÃO A LEI DA CAPITALIZAÇÃO DAS PENSÕES 12

Extras din document

1. APRESENTAÇÃO

A República da Estónia é um país báltico, de regime parlamentar, constituído por uma parte continental e por um grande arquipélago no mar Báltico.

Os indicadores económicos e sociais da Estónia têm melhorado nos últimos anos, salientando-se a taxa de desemprego, que caiu de 10,3%, em 2002, para 5,9%, no primeiro trimestre de 2007.

1.1 POPULAÇÃO

A esperança de vida é de 67,3 anos, para os homens, e de 78,14 anos, para as mulheres.

O nível de fertilidade é de 1,55 filhos por mulher (2006), abaixo do indicado pela ONU, que é de 2,1 filhos por mulher, e a taxa de mortalidade infantil é de apenas 4,4 a cada 1.000 nascidos vivos, um indicador considerado extremamente baixo, de acordo com os padrões internacionais.

Os indicadores demográficos da Estónia apresentam duas características bastante pronunciadas:

1) Contínua, com início nos anos 90, o declínio do número de habitantes;

2) O envelhecimento da população.

O número de habitantes do território estoniano compreendido na faixa etária até aos18 anos foi o que diminuiu mais, e, ao mesmo tempo, o número de habitantes com idade a partir dos 65 anos foi o que aumentou mais.

A esperança média de vida aumentou, tanto nas mulheres, como nos homens, mas, mesmo assim, as mulheres continuam ter uma esperança de vida superior em, aproximadamente, 10 anos à dos homens.

Tabela 1 - Distribuição da população por idade e sexo - 2000, 2002, 2004 e 2006-2007

Faixa etária e sexo 2000 2002 2004 2006 2007

Fonte Departamento de Estatística

1.2 NÍVEL DE VIDA

O crescimento intenso da economia estoniana teve reflexos na melhoria do bem-estar da população, ou seja, na melhoria do nível de vida.

De acordo com os dados estatísticos, em 2006, o rendimento médio líquido de um membro do agregado familiar foram 4.343,00 EEK , para custos de 3.712,00 EEK por mês.

No período de 2000-2006, o rendimento líquido de um membro do agregado familiar duplicou, enquanto a despesa aumentou em dois terços, pelo que o crescimento rápido dos rendimentos proporcionou a muitas famílias a oportunidade de acumular dinheiro.

As principais fontes de rendimento, na Estónia, são os salários e as pensões de velhice.

Em 2006, o salário médio bruto alcançou o nível de 9.407,00 EEK por mês, e a pensão média por velhice 3.027,00 EEK, pelo que, por comparação com o ano 2000, o crescimento do salário bruto foi igual a 1,92 e o crescimento da pensão média por velhice foi igual a 1,98.

A Estónia conseguiu cumprir uma norma mínima do Fundo Social Europeu da Segurança Social, que define a grandeza da pensão média, no sentido de garantir que um aposentado, com 30 anos de serviço, venha a auferir a pensão legítima, cujo valor não será inferior a 40% do salário médio liquido de um trabalhador do sector industrial.

Em 2005, o valor médio da pensão de um reformado, com 30 anos de serviço, atingiu 43% do salário médio de um trabalhador do sector industrial.

2. MINISTÉRIO DOS ASSUNTOS SOCIAIS

O Ministério dos Assuntos Sociais foi criado em 1 de Fevereiro de 1993, através da fusão do Ministério da Previdência Social, do Ministério da Saúde e do Ministério do Trabalho.

A principal função do Ministério dos Assuntos Sociais é a criação de igualdade nas oportunidades para uma vida decente.

O Ministério dos Assuntos Sociais é responsável pelo mercado de trabalho e pelo ambiente de trabalho do Estado, pela protecção da saúde humana e da prestação de cuidados de saúde e de protecção social, pela criação de organizações de assistência social e pelo bem-estar social e desenvolvimento da igualdade de género.

Fisiere in arhiva (1):

  • Sistema da Segunca Social na Estonia.doc

Alte informatii

Lucrare elaborata in limba portugheza, relateaza sistemul public al asigurarii sociale din Estonia.